As 4 melhores práticas para pensar suas palavras-chave

As 4 melhores práticas para pensar suas palavras-chave

 

O universo do marketing digital vem seguindo numa grande constante nesses últimos anos – a previsão é de que o crescimento atinja seus 15% em 2015, segundo pesquisa realizada pela IAB Brasil. Mesmo deixando de lado o marketing digital, é evidente que a internet – como um todo – cresceu enormemente, trazendo uma vasta competitividade que direcionou os holofotes a detalhes que hoje merecem toda a atenção, como a escolha certa de palavras-chave.

Quando nos referimos às estratégias SEO, selecionar boas palavras-chave é um fator determinante para que uma página esteja entre as mais bem posicionadas nos resultados de busca, além de tornar campanhas pagas mais eficientes e rentáveis.

Mas com tantos termos utilizados pelo Google afora, como será possível chegar àquela harmonia envolvendo relevância, técnica e qualidade? Confira a seguir quatro práticas que farão toda a diferença para elevar o posicionamento de sua página nos buscadores.

Saiba definir suas estratégias

Um grande fato que temos aqui é o de que sua empresa não está sozinha, nem mesmo afastada da concorrência. Alguma vez você já ouviu a frase “mantenha seus inimigos sempre por perto”? É um conselho que pode – e deve – ser aplicado nessa disputa por território, pois quanto mais você souber que estratégias seus concorrentes têm usado para crescer, melhor saberá como encontrar uma saída para superá-los e consolidar-se na primeira página dos buscadores.

Um adendo: não falamos em analisar estratégias alheias com propósito de copiá-las. Existem duas grandes razões para pensar em soluções criativas e originais, sendo uma delas completamente lógica: não se chega ao topo com plágios, já que o robô continuará classificando a outra página como melhor qualificada. A segunda razão trata-se da própria valorização do trabalho, de olhar pra frente, inovar. Pense em palavras-chave que possam ser mais úteis ao seu público, crie boas frases, títulos, segmente!

Segmentar é socializar-se com seus clientes

Sendo essa uma grande forma de difundir sua marca, a segmentação de público está alinhada ao grupo de palavras-chave a ser utilizado.

Optando por termos de alta relevância com alta ou média concorrência, convenhamos que as chances de ambicionar um Top 10 no rankeamento é algo fora da realidade. Se, por exemplo, você possui uma livraria, uma possível solução para bater de frente com as grandes livrarias e lojas de departamento é aplicar palavras-chave mais específicas – mesmo que sejam menos pesquisadas – com intuito de se aproximar do público mais “diferenciado”.

Ao invés de acrescentar frases como “livros de suspense promoção”, acrescente algo como: Stephen King, O Iluminado, promoção. Parece contraditório utilizar mais palavras e de forma tão peculiar, mas é isso que pode elevar o patamar de sua empresa a um público qualificado – que se converterá em leads qualificados.

Faça uso de boas ferramentas para determinar palavras-chave

Há disponível na Web uma variedade de ferramentas que auxiliam o trabalho em SEO, algumas delas são consideradas essenciais para estratégias de qualquer nível. Entre elas estão:

  • Google Adwords – O sistema desenvolvido pela Google que oferece serviços de anúncios pagos possui uma rica plataforma para o usuário, com algumas ferramentas que agem de forma cirúrgica a nosso favor. Nesse caso nos referimos ao Keyword Planner, ou Planejador de Palavras-chave, que possibilita analisar o que os usuários têm buscado na rede de pesquisa. Em suma, isso é basicamente 99,9% do que precisará para dar o pontapé inicial em uma campanha ou na otimização de uma página.
  • MOZ – O sistema é desenvolvido pela própria MOZ, gigante americana especializada em Inbound Marketing, que dispõe de ferramentas com funções similares às do Google Adwords, além outras extremamente úteis para classificar prismas como qualidade e confiabilidade das páginas através de um esquema de pontuação, cuja base leva muito em conta a popularidade de links em sites qualificados e confiáveis.

Além da riqueza dos dados em si, as ferramentas oferecem uma boa oportunidade de ir mais longe com suas estratégias, sugerindo que busque aliar seu conteúdo a outros sites conceituados da Web, valendo-se até mesmo dos links que serão citados em suas páginas.

Enriqueça a página como um todo

Quando tiver as palavras-chave definidas para iniciar o trabalho, procure distribuí-las o máximo possível – com atenção aos termos e condições – em toda a estrutura da página, para assim o algoritmo detectar a relevância do conteúdo para determinado assunto.

Lembre-se de que os simples detalhes separarão os sobreviventes dos condenados!

E então, o que achou do artigo? Para mais dicas sobre SEO e marketing digital, confira nossos posts relacionados.

Mais publicações do nosso blog

Assine nossa Newsletter