Você está por perto nos micro-momentos de compra dos seus clientes?

mulher de negócios

Como empreendedores, queremos que nossos negócios sejam vistos e reconhecidos. Ficamos obcecados por quantidade de visualizações, impressões, tempo de anúncio na TV ou do banner no site, mas às vezes não sabemos que impacto isso teve, o quanto fomos úteis. Você está por perto quando seu cliente precisa? Você sabe se ele já buscou por produto semelhante ao seu? Ou exatamente o serviço que você presta? Esses micro-momentos de compra precisam ser acompanhados de perto para aumentar a sua conversão.

Como o Google chama (e nós adotamos) os micro-momentos de compra? Eu quero saber, Eu quero ir, Eu quero fazer, Eu quero comprar. Ou seja, são pequenos pontos de contato em que você pode influenciar a decisão de compra do seu futuro consumidor. Ao invés de pensarmos apenas no market share, vamos focar no share of intent. A quantidade de tempo que estamos lá para sanar dúvidas, perguntas e desejos. Uma pesquisa do Google diz que apenas por aparecer em resultados de buscas mobile a percepção de marca sobe em 7%.

Oportunidades nos micro-momentos

Os momentos que importam para o seu cliente são aqueles do dia-a-dia. Por exemplo: outro dia estava pesquisando sobre empresas de intermediação de mão-de-obra. Queria uma diarista treinada. Nesse momento, todas as empresas que prestam o serviço na minha cidade deveriam ter aparecido na minha busca, certo? Na verdade, não.

Seja por que não têm site otimizado para celulares e tablets, seja por problemas de SEO ou falta de conteúdo, acabei vendo algumas grandes empresas, mas todas me direcionando para a venda. Eu só queria saber como funciona, se posso contratar uma vez só ou se existe um vínculo, qual a forma de pagamento.

Nessa hora, as empresas poderiam não só me explicar como funcionam, como me mostrar serviços específicos (lavagem de janelas ou passeador de cachorros) ou ainda me dar algum desconto ou me dar dicas de como manter a casa limpa por mais tempo. São muitas as oportunidades de conquistar o seu cliente e você não pode deixá-las passar.

Leu o post todo e não sabe se está fazendo tudo o que devia ou ainda, se tem como melhorar? Faça um diagnóstico gratuito do seu negócio e vamos conversar!

Mais publicações do nosso blog

Assine nossa Newsletter